Posts filed under ‘Publicidade e moda’

Comunicação de moda

Algumas pessoas reclamam da publicidade. Só porque a publicidade as faz desejar algo. Mas se não existisse publicidade, a comunicação de um produto ou serviço, a indústria não iria ter nada que a impulsionasse, a população não ia saber que já existe aquele produto que ela precisa. Imagina você, com um monte de papéis na mão, pensando: “ah, se tivesse algo para eu juntar todos esses papéis”. Vem a publicidade e te informa que já existem clipes ou grampos. Imagina você num dia de festa, querendo algo especial para usar. Vem a publicidade e te diz que tem uma loja de vestidos espetaculares ali pertinho, onde você pode encontrar aquele que vai te deixar deslumbrante.

Isso é comunicação  publicitária de forma simples. A comunicação de hoje é complexa e oferece produtos como quem não quer nada. Oferece um blog com informações tão legais, que você até quer compartilhar. E a comunicação faz o que? Faz você pensar na marca e ter uma opinião a respeito dela. E se tem uma comunicação que eu admiro é da marca  Desigual.

Eu nunca toquei numa peça de roupa deles, nunca vi pessoalmente uma loja deles e já admiro a marca de um jeito, que quero compartilhar!

É uma importante lição do que significa a comunicação. É você conhecer a marca, ter um sentimento especial por ela. Querer conhecer de perto e, quem sabe, até comprar um produto dessa marca. O comprar é o mais importante para ela, lógico. Mas antes do cartão de crédito vem o conhecimento a respeito do produto.

Uma coisa engraçada aconteceu esses dias. Uma amiga viajou pra Londres e quando a encontrei ela sacou da bolsa uma agendinha da Desigual. Na hora que vi a agenda falei: ADORO ESSA MARCA! E tudo o que eu conheço dessa marca é “culpa” da internet. Olha que louco! Nessas horas você sente até um frio na espinha de pensar o nível de alcance desse meio. E nessas horas fica feliz também e agradece ao universo por poder viver esse tempo maravilhoso que nos proporciona a conexão, entre mundos, pessoas, marcas, vidas.

E pra finalizar, segue um vídeo SUPERSUPER da Desigual, mostrando o processo de produção deles, seguindo o conceito Made with love. Eu consegui sentir o amor. E vc?

Anúncios

06/04/2011 at 18:44 1 comentário

Fashion analytics

O mundo online é um mundo de muito conteúdo, mas também é um ambiente guiado por números. Todo site, blog ou perfil em mídias sociais depende dos dados do fluxo de usuários para se posicionar na rede, principalmente se estamos falando de empresas e marcas. Diante disso, o Polyvore, a mais famosa rede social de moda, resolveu adaptar uma famosa ferramenta de análise de acessos virtuais: o Google Analytics.

Batizado de Style Analytics, o painel do Polyvore vai direto ao ponto e mostra tudo o que as marcas precisam saber dentro desta rede, como por exemplo qual o desempenho de seus produtos entre os usuários e como outras marcas e produtos estão sendo relacionados a seus produtos, além da aceitabilidade entre as pessoas que fazem parte da rede Polyvore.

Praticamente uma visão de raio-x da percepção do consumidor em relação às marcas de moda, né? Beeeem interessante. Porém, por enquanto, apenas as marcas que fizeram concursos promocionais no site terão acesso às preciosas informações do engajamento dos usuários nessa rede social de moda.

via

07/01/2011 at 19:16 Deixe um comentário

Ciclo fashion

Moda além de pegar, se recicla. Sabe essas coisas que hoje estão na moda? Calça de cintura alta, macacão, penteado de cabelo com topete, lurex, paetê, dourado, balonês, renda, etc, tudo isso já foi moda algum dia e volta. Só que com informações de moda atualizadas. Essa campanha abaixo mostra a essência de como funciona esse ciclo. Achei bem interessante.

A moda sempre volta. Cuide bem das suas roupas.

Quem nunca se apossou das peças da avó?

Legal, né?

via Ibelieveinadv

04/08/2010 at 14:10 Deixe um comentário

Fashion até na chuva

Muito bonitinho esse vídeo da Burberry mostrando a coleção “Chuvas de abril”. Podiam lançar alguma coleção chuvas de março por aqui! rs!

Com muita cor e postura divertida, esse filme conseguiu a façanha de fazer da chuva algo legal. Porque chuva é bom pra curtir dentro de casa, de preferência servindo de canção de ninar!

É ou não é?

25/06/2010 at 15:56 Deixe um comentário

Voando com os corvos

Tom Ford lança uma campanha de eyewear (out/inv 2010-11) um tanto sinistra, ou no mínimo, chocante. Os modelos Freja Beha e Nicholas Hoult  dividem a cena com corvos. Passarinhos nada inofensivos, que mostram que têm garras e bicos bem afiados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fiquei pensando na representividade do corvo, que diz muito,  tem papel quase de protagonista nesses anúncios. Sei que o corvo é um pássaro necrófago e que tem uma simbologia de maus presságios. Dizem que quando a gente vê um corvo passando é sinal de que alguém por perto vai morrer. Benza Deus! rs! 🙂

Porém, no caso do contexto dessa campanha, o corvo parece o pet, o bichinho de estimação. Pra mim, pelo menos, passou a sensação de poder, até por conta dos olhares e da postura dos modelos. As imagens dizem: eu sou mau, eu sou poderoso, olha só o bichinho que anda comigo e me obedece. Ele vai te comer! rs!

Posso estar viajando. É minha interpretação. O que posso dizer mais é que achei o máximo! Adorei. Adoro coisas que arrepiam a espinha, saem do lugar comum e que em pensamento me fazer dizer: “que ducaráleo!” Foi assim que fiz!

E vc? O que acha disso tudo? Bjos!

imagens via

25/06/2010 at 00:45 Deixe um comentário

Alexa com cheirinho de Lacoste

Alexa Chung foi escolhida como garota-propaganda da nova fragrância feminina da Lacoste. O lançamento está previsto para janeiro de 2011. Ela é a primeira celebridade que protagoniza uma campanha de perfume da marca e está superfofa com um estilo básico que chique ao mesmo tempo.

Alexa está podendo!

[Quanto será que custa uma camiseta podrinha assim by Lacoste?! rs! ]

16/06/2010 at 19:07 1 comentário

Pele bonita é um luxo!

Olha que bacana esse editoral produzido pelo maquiador artístico Peter Philips e o fotógrafo Richard Burbridge. A inspiração para essa produção foi o trabalho de Man Ray, um fotógrafo da Filadélfia, superimportante no movimento dadaísta de Nova Iorque.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Achei interessante o fato de não deixar visível os olhos, exatamente a janela da alma. Onde a gente vê o brilho (ou a falta dele) do que a pessoa realmente é. Falar olhando nos olhos, falar com os olhos, mostrar seu ser. Muitos não conseguem fazer isso.

Philips é o diretor criativo global de maquiagem, da Channel. Sobre essa abordagem, olha o que ele fala: “A maquiagem pode mascarar a mulher, a escondendo por trás dela. Comparo isso com uma mulher bastante produzida com muitos acessórios e que utiliza sempre roupas da moda. As roupas e acessórios quase sempre funcionam como uma armadura, uma blindagem.”

Ele diz valorizar a máxima de que menos é mais. E que hoje estamos num meio termo entre o make exagerado dos anos 80 e o simplismo da cara lavada do começo dos anos 90.

Gostei. Pensar fora da caixa é o máximo! Pena que são poucas as pessoas que realmente conseguem, portanto na maioria dos casos, não vende. Ninguém entende a mensagem. E fico pensando: muita gente diz que a roupa é uma forma de expressar o ser e tal, mas será que não pode ser também uma forma de se transformar num personagem ao invés de mostrar quem a gente é? Para pensar…

via

03/06/2010 at 19:22 Deixe um comentário

Posts antigos


Por trás e atrás da moda que pega…

Já pegou por aqui


%d blogueiros gostam disto: