Posts filed under ‘Será que pega?’

Mulheres pela ótica de Vivienne Westwood

O último desfile Vivienne Westwood F/W 11 teve seu caráter ousado de sempre. Maquiagem diferenciada com uma essência punk. Pegada que ela adora. É o toque que remete à sua identidade e visão de moda. O tema do desfile era World Wide Woman, o que dá pra perceber no desenrolar do desfile. Mulheres de todos os jeitos, que começam com uma alfaiataria mais “séria” remetendo à masculinização das roupas femininas e depois desenrola, com estilos diferentes de mulheres, chegando ao ápice de uma noiva para encerrar o desfile. Creio que exista um significado nesse desfile além das roupas em si.

Senti a permanência da essência, da alma de guerreira punk no make. A roupa vai significando a adequação da mulher ao mundo.

Parece uma história da vida das mulheres que assumiram o papel da sisudez que o mundo e o mercado exigem, mas têm como parte do seu ser a vaidade, sensualidade e feminilidade e, no fim das contas, o imaginário romântico do casamento ainda permanece. Vestir o vestido de noiva representa a vontade máxima de simplesmente ser mulher.

Ela apresentou algo que já vem sendo usado como tranças nos cabelos, meia-calça colorida, brilhos purpurinados, paetês, cinturas marcadas, o dourado, ankle boots com cadarço, tules, transparências e as armações dos corpetes.

Um dos looks que chamou a atenção foi esse, da meia-calça por fora. Aquela parte da meia que a gente sempre esconde!

Apenas uma das ousadias de Vivienne, certamente. Mas já pensou se pega? Vamos rezar para que a Nossa Senhora da Passarela não diga amém! rs.

Para conferir a desfile inteiro é só ver o vídeo abaixo:

imagens via
Anúncios

26/03/2011 at 19:30 Deixe um comentário

Carro-sapato

Que a gente passeia de sapato por aí todo mundo sabe! Eu ando de sapato, o José usa sapato, o Joãozinho e a Maria também, mas andar de carro-sapato não é pra todo mundo não!

Esse aí é  um carro-sapato movido a eletricidade feito para uma empresa chinesa chamanda KANG. Ele tem 10 metros de comprimento e pode andar a até 30 km/h e levar duas pessoas. A empresa planeja construir 40 sapatos-móveis para percorrer o país promovendo seu negócio. Não podemos negar que é no mínimo irreverente e diferente alguém sendo levado pelo sapato ao invés de levá-lo, calçadinho no pé.

Mais made in China, impossível.

via

24/03/2011 at 11:33 Deixe um comentário

Juba fashion

Moda nova, que sai realmente do comum e rompe com barreiras culturais, é sempre aquela que a gente vê a primeira vez e diz que não pega. Todo mundo fala: “Nossa, que BIzzÁÁÁrro!!!!” Ninguém diz que vai usar de cara. Lembra da cintura alta que hoje até as redondas sem cintura usam? Poisé, lá por 2007 ela já aparecia nos editoriais e todo mundo fazia AQUELA cara feia para tal do que era ironicamente chamada de “centropeito”. E não é que muitas das moçoilas usam  a tal da “centropeito” hoje, se achando lindas e cool? É minha querida, essa é a força da moda, das revistas, dos blogs, dos desfiles e de todos os editoriais que você vê por aí. A nova agora, que tenho visto forte é a tal da juba de leoa.  Vamos ser legais e chamar de juba fashion? rs

Presumo que isso seja coisa de inspiração 70s:

 

Channel - 1977

Marca Funky - 1978

Pergunto, o que será de nossas progressivas?! E de nossas chapinhas? Esse juba hairstyle vai pegar mesmo?

 

imagens via:
http://lookbooks.com/
http://fashionuber.blogspot.com/
http://adrianeboneck.com.br/
http://www.mulheresnofds.com.br/novo/index.asp
http://raizazingalli.wordpress.com/
Livro 70s Fashion, da Taschen

17/03/2011 at 13:28 Deixe um comentário

Humor do dia

Todo mundo sabe que gente é bicho estranho. Um dia está triste, outro dia está saltitante de alegria. O pior são aqueles exemplares da raça que mudam da água pro vinho em poucos minutos, tipo as pessoas bipolares, sabe? Que em cinco minutos vai de alegre para triste e de triste para realmente insuportável! rs. Às vezes acontece o contrário. A pessoa estribucha, grita e xinga a mãe de qualquer indivíduo que tiver a má sorte de estar ao alcance de suas palavras ou atos. Quem sofre problemas de variação do humor poderia andar com esses anéis fofos que deixam todos avisados do seu humor do dia.

Se a pessoa acordou com a pá virada, usa o anel “tempo ruim”. Se a pessoa acordou feliz da vida, usa o anel “céu azul e ensolarado”!

Tudo pela boa convivência, né gente? 🙂

Quem tiver interesse em comprar, é só clicar aqui! Cerca de R$ 50tinha para avisar aos outros a quantas anda o seu humor.

 

06/02/2011 at 14:50 Deixe um comentário

Os números de 2010 – Relatório WordPress

Achei bem interessante o email que recebi do WordPress com as métricas do blog, um resumão do ano passado. Olha só:

 

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Este blog está em brasa!.

Números apetitosos

Imagem de destaqueUm Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 13,000 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 31 747s cheios.

Em 2010, foram 65 novos posts, fazendo um total de 68 posts nos arquivos do blog. Foram feitos 308 uploads de imagens, ocupando um total de 69Mb de espaço. Isso equivale a cerca de 6 imagens por semana.

O dia com mais acesso no ano foi 14 de junho com 147 visitas. O post mais acessado foi Quente e fashion.

De onde vieram?

Os sites que originaram mais tráfego em 2010 foram facebook.com, apps.facebook.com, twitter.com, pt-br.wordpress.com e leblogdebetty.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por darth vader, david lachapelle, rainha branca, colares africanos e cinto amarrado

Atrações em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Quente e fashion junho, 2010
3 comentários e 1 “Like” no WordPress.com,

2

Lojinha SAMP! junho, 2010
8 comentários

3

Caveira é fashion julho, 2010

4

A moda na década de 30 setembro, 2010

 


03/01/2011 at 23:43 1 comentário

Criando os próprios sapatos!

Existe uma tradição feminina no possuir, desejar e cultuar sapatos. Dizem que é quase um fetiche! Eu, por exemplo, nem sou lá das que são perdidamente apaixonadas por sapatos, mas tenho no meu armário algumas dezenas de pares. Imagina quem realmente é assim, quem não consegue ver um saltinho na vitrine, que já fica louca para levar o tal salto para passear sob os seus pés. Agora, imagina você poder criar o próprio sapato. Entrar num site e definir cor, material, tipo de salto, se tem abertura na frente ou atrás e outros detalhes que só as mulheres percebem. É o que a marca  australiana Shoes of Prey disponibiliza para sua clientela. A possibilidade de sermos nossas próprias designers de sapatos. Demais, né? Uma ótima oportunidade para mostrar a criatividade de nossas vontades fashion!

A previsão de entrega é de 5 a 6 semanas e o preço mínimo é de 180 doletas para a sapatilha. Preço um tanto salgado e entrega um tanto demorada. Mas tudo isso pode ser esquecido ao receber o sapato que a gente sempre sonhou, não é verdade?!

Dá muita  vontade de começar a exercer nosso espírito designer já! Adorei a ideia e fica a dica para quem tá afim (e pode bancar!)  de um sapato exclusivo.

23/12/2010 at 01:48 Deixe um comentário

Mundo de tricô

A artista americana Agata Olek, propõe uma forma bem diferente de fazer arte. Com o tricô ela produz peças que vão muito além dos casacos com cara de “vovó que fez”. Ela ousa ao fazer do simples tricotar instalações que remetem a um mundo de tricô. A vida tricotada.

Em sua recente exposição em Nova York, ela cobriu todo o espaço de tricô e decidiu também apresentar seu trabalho além galeria.

Grupo de perfomistas tricotados andavam pelas ruas e, claro, causaram a estranheza de quem passou pelas redondezas da galeria Christopher Henry. Já pensou encontrar um desses por aí? rs.

O legal é que quem visitava a exposição recebia um mapa com a localização de outros lugares onde se poderia encontrar algo da vida real, em tricô.

Dá uma certa agonia ver esse povo tricotado até a alma! Mas dá uma super sensação de quentinho, né? Tempos atrás eu vi um filme lindo de uma Companhia de Gás, que mostrava um dia comum de inverno, onde o tricô representava a presença do gás em toda a casa, aquecendo desde o ambiente até a água.

Mas o que a Agata na verdade quer mostrar pra gente é que a vida e a arte estão sempre juntas. São inseparáveis. É engraçado como um tricô dá pano pra manga, né? A vida é desse jeito. Cada coisa pode gerar várias outras. Um conceito, uma ideia faz parte de uma ramificação e pode gerar outras ramificações.

A beleza da vida está no tricotar constante das nossas ideias, das nossas conversas e, principalmente no relacionamento tricotado entre pessoas.

 

imagens via

04/12/2010 at 21:53 3 comentários

Posts antigos


Por trás e atrás da moda que pega…

Já pegou por aqui


%d blogueiros gostam disto: