Posts tagged ‘passarela’

Mundo blasé

Achei essa campanha um soco no estômago. A ironia reina ao mostrar coisas horríveis que acontecem hoje e que as pessoas nem se tocam que existem. (Clique nas imagens para ler o texto! A primeira fala: “Violência policial ainda está na moda.” )

Ao relacionar problemas sociais com o assunto moda, a Anistia Internacional fez uma comunicação de duplo sentido: fala que ainda acontecem, de forma constante, situações como as relatadas. E, ao representar essas situações numa passarela, nota-se a atitude blasé da platéia (nós, o mundo) que “vê” tudo acontecer, mas não reage diante da realidade.

A criação é da TBWA de Paris. Direção de criação: Eric Holden, Rémi Noel. Direção de arte: Mohamed Bereche.

Sad, but true.

via AdsoftheWorld

Anúncios

31/03/2010 at 15:08 Deixe um comentário

A beleza do artesanal

Vivemos num mundo de evoluções tecnológicas tão rápidas que na maioria das vezes não conseguimos acompanhar. Veja pelo Ipad que chegou semana passada e ninguém sabe exatamente o que fazer com o mais novo gadget da Apple.

A tecnologia também influi no mundo da moda. O que nos distancia um pouco do modo como fazer as coisas. No tempo das costureiras, por exemplo, quando não havia a produção em massa de vestuário, você olhava uma revista, escolhia um modelo, pedia alguma alteração, definia a cor e tinha uma roupa do jeitinho que você queria. Com a evolução tecnológica no mercado têxtil você apenas escolhe entre as opções já escolhidas. Definiram modelos, cor, tamanhos e ali está o seu restrito leque de opcões. Por isso eu acho gostoso estimular o artesanal. O que é feito pela mão humana dificilmente pode ser repetido igualzinho. Cada peça feita pelo artesão é única! E o melhor de tudo é que o artesão pode ser você. Claro que nem todo mundo tem o dom da paciência de um trabalho meticuloso, feito à mão. Mas, quem não tem, pode muito bem incentivar essa cultura do artesanato comprando as coisas legais que esse profissionais/artistas inventam. Eu apoio demais e adoro!

E, umas das coisas que a gente precisa saber é que a alta costura francesa trabalha exatamente esse conceito. No atelier da Chanel, por exemplo, existe um time de artesãs para dar conta dos alguns poucos consumidores que poderão comprar algo tão único, como as peças da Alta Costura. Lá existe a valorização da singularidade.

CHANEL HAUTE COUTURE SS 2010

Adorei, por exemplo ver fuxicos na passarela Chanel no desfile de Haute Couture SS 2010, em Paris.

CHANEL HAUTE COUTURE SS 2010

É chique ver fuxico com a grife Chanel. Mas prefiro mil vezes o gosto brasileiro, que adora uma mistura de estampas de chita. É uma cultura do Brasil, cultura do nordeste. O fuxico faz parte da nossa história.

01/02/2010 at 17:01 Deixe um comentário


Por trás e atrás da moda que pega…

Já pegou por aqui


%d blogueiros gostam disto: